11/12/2013

PAIXÃO COM PAIXÃO SE PAGA


Adoro ver gente apaixonada. A paixão é o que move este mundo. Estou convencido disso e não vale a pena dizerem-me o contrário porque não acredito noutra coisa. Sou teimoso. E sou por natureza uma pessoa com muita paixão. Não sei fazer as coisas doutra maneira. Sou assim em tudo. Amo de forma apaixonada. Corro de forma apaixonada. Faço surf de forma apaixonada. Escrevo de forma apaixonada. Sou pai de forma apaixonada. Discuto de forma apaixonada. Sou assim. Para o melhor e para o pior. Não acredito em meio termos. Comida insossa não me satisfaz. Gosto de tempero. Quem me conhece já sabe o que a casa gasta. Quem não me conhece não sabe o que lhe espera. É assim. Ou sopas. Que por acaso também gosto com muito tempero. Com esta paixão toda vem uma factura. Espero paixão dos outros. Sempre. Sofro apaixonadamente. Zango-me apaixonadamente. Desiludo-me apaixonadamente. Tudo para mim é um acontecimento épico. Recentemente passei por uma desilusão de dimensões épicas. Desiludi-me e entristeci-me tão apaixonadamente que ainda hoje tenho ecos disso no peito e na cabeça. Mas gosto de ser assim. Faz de mim quem sou. O meu filho é assim também. Apaixonado pelas suas coisas. Apaixonado nos seus abraços. Apaixonado nas brincadeiras. Apaixonado nas birras. Apaixonado para o melhor e para o pior. Gosto dele assim. No meio disto tudo, nós entendemo-nos. Brincamos apaixonadamente. Rimos e choramos apaixonadamente. Dançamos e cantamos apaixonadamente. Vivemos apaixonadamente. Entendemo-nos nas nossas paixões. Por isso quando me desiludi recentemente de forma épica e apaixonada e o meu filho me viu no meu drama pessoal, olhou-me nos olhos e perguntou "tás triste pai?" e de forma apaixonada abraçou-me e ficou a fazer-me uma festa no cabelo. Com 3 anos ele percebe-me. A paixão com paixão se paga.

15 comentários:

  1. Mais do que palavras e grandes lições de moral, são os gestos, quanto a mim, que os nossos filhos tendem a imitar.

    Há lá gesto mais reconfortante que um abraço sentido? Que a sua desilusão não o faça perder essa paixão pela vida e pelos outros.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. que texto tão bonito. e mais bonito quando se refere a um filho. :)

    ResponderEliminar
  3. Gostei...identifico-me na descrição!!!

    ResponderEliminar
  4. Olá, quero dizer que escreve os textos mais maravilhosos que já li, sinto que entra na minha cabeça e consegue transformar todo este baralho de pensamentos num texto fantástico, vibrante e viciante..
    Gostava também de lhe dizer que o texto "CARTA ABERTA A UM DUX" é simplesmente fantástico, primeiro porque eu própria morro de medo da faculdade e de ter de enfrentar as famosas praxes... E também porque tudo o que aconteceu no Meco deixa-me desolada e finalmente alguém disse EXACTAMENTE tudo o que estava a pensar..
    Eu também tenho um blog mas nenhum dos meus textos se parece minimamente com algum dos seus e espero um dia vir a ter tanto talento para escrever metade do que escreve. Tenho 17 anos e para mim é um ídolo. Obrigada (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado por tão grande elogio. E não tenhas medo. Sê fiel aos teus princípios e nunca te deixes pressionar a fazer nada que não queiras. Nem nas praxes nem em nada na vida. Felicidades.

      Eliminar
  5. É de pais e de seres humanos como o senhor que este Mundo precisa, de sinceridade e de amor incondicional pelas pessoas que pertencem ao nosso coração, é um ser humano de grande sensibilidade, e verdadeiramente apaixonado pelo seu bem mais precioso - o seu pequeno herói. Nunca abandone os seus valores. Continue a escrever sobre as suas paixões, porque é essa a herança mais rica na vida de alguém. Escreve maravilhosamente bem e têm um filho que apaixona qualquer pessoa, parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigado pelas simpáticas palavras. concordo em absoluto com o que diz do meu filho hehehe ;)

      Eliminar
  6. E escreve de forma apaixonada! Obrigada!

    ResponderEliminar