14/01/2015

ELE É CHARLIE


Hoje saíu o novo Charlie Hebdo. Tenho uma opinião sobre tudo o que se passou e tudo o que se disse sobre coragem, liberdade de expressão, comer e calar, não comer e não calar, pôr-se a jeito, lutar, fé, religião e Deus. E é muito diferente da do tipo lá do programa das casas remodeladas. Não preciso de escrever a minha opinião, porque quem me lê sabe exatamente qual ela é. Está em todos os textos que escrevo e em todas as histórias que conto neste blog. E é com alento que vejo na capa do Charlie Hebdo, esgotado em todo o lado, que a liberdade de expressão e a coragem ganharam outra vez.

Agora se há muitos Charlies ou se são todos Charlies, se não são Charlies, ou se querem ser Charlies mas na verdade não são Charlies, isso tudo é discutível. A verdade é esta: o meu cão é Charlie.

A ESPERANÇA É A ÚLTIMA A MORRER


Adoro o meu cão. Já tinha dito isso, né. Mas vou confessar uma coisa. Acordar às 6 da manhã para ir correr com ele é coisa que não me deixa em pulgas. Até para mim que sou madrugador. Principalmente no inverno quando o termómetro marca 3º C. Apesar de fazer parte da minha rotina diária e fazer de mim um herói, um gajo saudável, um louco, uma inspiração, um poeta do asfalto e essa merda toda, a verdade é que preferia ficar na cama pelo menos mais uma ou duas horas. E por isso confesso que um dos meus 12 desejos de ano novo foi que o meu cão aprendesse a ir à rua sozinho. Mentira. Não foi um dos 12 desejos. Foram seis. Gastei metade dos meus 12 desejos só a desejar que o meu cão aprendesse a ir à rua sozinho. E não desejei só que ele fosse sozinho. Desejei que ele saísse de casa sozinho, levasse o saquinho para apanhar as poias, fosse correr, alongasse, fizesse o que tinha a fazer, apanhasse, metesse no lixo, voltasse para casa, abrisse a porta devagarinho para não me acordar e voltasse a deitar-se. Só isso. Ah e se me fosse preparando o pequeno-almoço então era ouro sobre azul. Mas entretanto li um artigo não-sei-onde a dizer que os labradores eram cães burros. Que balde de água fria.

Mas hoje li a notícia que me renovou a esperança. Um labrador que apanha o autocarro sozinho para ir para o parque brincar. Eu sabia que era possível. Finalmente. Vou poder dormir 6 ou 7 horas por dia.

O vídeo aqui em baixo.

29/12/2014

E VÃO 33


Ela fez anos ontem. Sienna Miller. Ah a pinta desta mulher. A primeira vez que a vi foi num jantar em Soho em que ambos fomos convidados. Mentira. Foi no filme Alfie. Ainda hoje adoro ver esse filme só para a ver. Tem estilo que nunca mais acaba. Bonita até doer. Mulheres que querem saber o que é uma mulher gira, ponham os olhos nesta. Foi noiva do Jude Law, mas o gajo lá achou que a ama dos filhos era mais interessante e decidiu experimentar-lhe o colo. Lá pediu desculpa publicamente pela traição. Mas não se livra da reputação de otário. Ponto final.
Hoje é mãe de uma menina de 2 anos. Continua a ter uma pinta do caraças. Gravou um vídeo para a Vogue sobre a vida pacata e zen que leva {o que eu gosto daquela caneca no vídeo}.  E fez 33 anos ontem. Parabéns Sienna. You're a fucking icon.




22/12/2014

SÃO ASSIM OS AMIGOS




Ele_ "Pai, o Rodrigo não é o meu amigo."

Eu_ " Porquê? O que é que ele fez?"

Ele_ "Nada. Não me empresta o transformer".

Eu_ "Filho. Os teus maiores amigos na vida não vão ser aqueles que te emprestam o transformer. Vão ser aqueles que te ajudam a arranjar um para ti. E que vão saltar e cantar contigo quando conseguires. Vão ser aqueles que te abrem a porta sem nunca fazerem contas ou perguntar porquê. Os que te dão um abraço sem estarem bêbados. Os que não têm medo de dizer não quando não é não. Os que dizem sim quando sim é sim. Os que riem contigo até chorar e os que choram contigo até rir. Os teus amigos vão ser os maiores. Vão saber calar-se quando não precisares de ouvir mais nada. E vão gritar por ti quando ganhares. Vão estar sempre lá mesmo quando não estão. São assim os amigos. Percebes? Ainda achas que o Rodrigo não é teu amigo?

Ele {depois de uns segundos em silêncio}_ "Sei lá".

Eu_ "Vais saber filho."




BEST & WORST OF 2014 {MENSAGENS}

Mais uma lista. Desta vez as melhores mensagens trocadas com a minha mulher este ano. Vou já avisando que por vezes a linguagem não é a melhor, a escrita é new age e a etiquette não tem lugar aqui. Portanto para todos e todas vocês que apreciam casais com elevado grau de cordialidade e formalidade entre eles, nós somos um casal a evitar e estas conversas são simplesmente estúpidas.



  • Aquela vez que a minha mulher chamou-me "querida" depois de ter dito que tinha estado com outra técnica a resolver berbicachos. E eu fiquei com a pulga atrás da orelha.




  • Aquela vez que a minha mulher me mandou 2 ou 3 videos de músicas do Fábio Jr.




  • Aquela vez que descobrimos por acaso a Xana Toc-Toc no facebook.




  • Aquela vez que disse a palavra "tonhé" e deu lugar a uma reflexão profunda.




  • Aquela vez que estava aflito para ir ao WC fazer nº 2 e quando volto informo a minha mulher e ela pergunta-me sobre a tonalidade.




  • Aquela vez que ela fez anos e eu disse-lhe para escolher onde queria ir almoçar.




  • Aquela vez que já nem me lembro do que é que estávamos a falar, mas que visto agora parece ter tido um desfecho interessante.




  • Aquela vez que a minha mulher farta de ouvir kizomba todos os dias a toda a hora, pede ao Pai Natal um presente especial.


19/12/2014

BEST & WORST OF 2014 {POSTS}



Já sabem, né. É a lista do melhor de 2014, agora em relação aos posts que mais gostei deste ano. São 5 portugueses e 5 estrangeiros. Tinha muito mais, mas como na vida, tem que se fazer escolhas. Estas são as minhas:


Factos de Treino. Sobre a Jessica Athayde ser "gorda" muito se escreveu. Mas para mim ninguém escreveu melhor sobre o assunto do que o Factos de Treino. Uma análise simples mas au point. Curta e grossa. Grossa como a Jessica Athayde. Ver post aqui.


Pedagogia do Terror. Nunca vi um post de culinária tão bom como este. Instruções passo a passo. E tudo porque não tinha pão para o lanche dos filhos. Ver post aqui.


O Bom Sacana. Um dos melhores posts que li esta ano veio do Pulha Garcia. Talvez porque me identifiquei como sendo metade de um casal de sucesso improvável. Ninguém acreditava que a minha relação passasse das duas semanas. Ela era a menina bonita que não servia para casar. Eu era o idiota que estava a dar um tiro no pé. Toda a gente assistia ao espectáculo da plateia. Muitos apupavam. Poucos aplaudiam. But enough about me. Diz ele "Quem não é capaz de viver sem relevar todas as opiniões de terceiros não tem qualquer probabilidade de ser pessoa adulta feliz (...) Tão simples e tão falível". Como ele, também sou dos que torço pela Clarice e o Hannibal. Ver post aqui.


If a Poet Is Anybody. Duas amigas. Melhores amigas. Unha e carne. Uma morre. Outra vive. 15 anos depois uma carta. Tão simples e tão boa de tão simples que é. E uma frase que nunca mais esqueci: "Há uma parte de mim que ficará para sempre lá para ficar sempre contigo". Este post é de 2013. Mas gosto tanto que o meti aqui. Ver post aqui.


Menino De Sua Mãe. Pode não ser a lista definitiva para o sucesso de um homem numa relação. Mas porra que anda lá perto, lá isso anda. Um bom post sobre o que dar a uma mulher. Ver post aqui. [Este é mais ou menos um 2 em 1, portanto se a dúvida é para que é que uma mulher quer um homem, as várias hipóteses num post mais antigo mas igualmente bom aqui. Vou já avisando que a linguagem não é para meninos nem para meninas]


Baby Sideburns. Deixem-me só explicar uma coisa. Esta gaja é a maior. 'Tá explicado. Ver post aqui.


Humans Of New York. Este blog/site é dos meus preferidos de sempre. Estou lá sempre batido. E este foi um dos meus posts preferidos do ano. Epá não sei. Foi. Ver post aqui.


Kimbah Anne. Sigo a Kimbah há algum tempo. É uma mãe de 2. O filho foi diagnosticado com autismo. E este post é nada mais nada menos do que o desabafo de uma mãe às vezes perdida e às escuras. Às escuras porque viu a luz apagar no filho e a única coisa que ela quer é acendê-la. Adoro esta mãe pela força e pela vulnerabilidade que ela emana. Este post foi dos que mais me tocou este ano. Ver post aqui.


The Bloggess. É assim, este post leva algum tempo a ler. Primeiro porque é preciso saber inglês e perceber expressões idiomáticas. Depois porque é preciso parar de vez em quando para limpar as lágrimas de rir. Eu sinceramente leio estes posts e penso "f#$a-se, há gente com vidas interessantes comó caraças". Foi dos que mais me fizeram rir este ano. Já agora, o blog desta menina é brilhante. Ver o post aqui.


Korduroy. Este post foi escrito pelo Tim Baker mas publicado no blog Korduroy, um blog que sigo há algum tempo e que já aqui falei nele. O post é de um pai que está a ensinar os filhos a surfarem. E o dilema sobre o "empurrar" os filhos para as ondas. Um dilema com o qual eu próprio me debato e por isso gostei tanto deste post. Ver post aqui.


Experimentem estes posts que não dói nada.


18/12/2014

BEST & WORST OF 2014 {MÚSICA}

É aquela altura do ano outra vez. Listas do melhor e do pior por tudo o que é sítio. Não sou de me focar no pior, por isso vou só falar do melhor. E começo com música, coisa que adoro e faz parte da nossa vida nesta casa. 2014 foi um ano fraco para mim. Ainda assim, houve algumas coisas que gostei bastante. Outras fui repescar a 2013. Porque apesar de serem de 2013, ouvia-as muitas vezes em 2014. Ficam as 10 mais do ano + 1 música de Natal.


Willis Earl Beal. Este é dos que apareceu em 2013 mas ouvi-o até cansar em 2014. Este é um dos tipos de música que mais gosto. Especialmente esta. O gajo era sem-abrigo. Até que arranjou emprego como segurança noturno. Começou a gravar CD's com o dinheiro que fazia e espalhava-os juntamente com flyers pela cidade. Até que foi descoberto. Deu nisto. Do melhor. Conta também com a Cat Power na voz feminina.




Best Coast. Esta banda é das que mais gosto nos últimos anos. Esta música também é de 2013 mas também a ouvi em repeat em 2014. É uma música simples mas porra, como é boa. Além disso tem skateboarding no video.




J. Cole. Este gajo está farto de ganhar prémios. Não gosto de tudo o que ele faz, mas esta música é muito boa. Das minhas favoritas de 2014. Conta com a participação da Amber Coffman e dos Cults, outra banda que adoro. Este video conta uma história, por isso entertenham-se.




The National. Conheci esta banda com o falecido António Sérgio há já alguns anos. Gosto muito deles e em 2014 saíram-se com esta música. E saíram-se muito bem. É uma música que fala por si.




Night Terrors of 1927. Esta banda conhecia-a este ano. Esta música ouvia-a vezes sem conta. Tem a participação da Tegan & Sara que também adoro e ouço há muito tempo. O video está muito bom e vai passando a letra toda em vários sítios das imagens. Tens o coração partido como o meu filho que perdeu a namoradita que foi viver para outro país? Então esta é para ti.




Jack White. Este gajo tinha que estar aqui só porque é o Jack White. A música que lançou este ano não é tão boa como a de outros anos, na minha opinião. Mas porra, é o Jack White. Estamos a brincar?




Jessie Ware. Quando me quero armar em romântico ou quando consigo pôr o meu filho a passar o fim-de-semana com a avó, sai esta música. Mentira. Quando isso acontece, nem perco tempo a pôr música. Mas esta seria uma boa escolha. Esta menina lançou um dos melhores albums deste ano. Ponto final. E esta música é das minhas preferidas.




Bruce Springsteen. É o Boss, porra. Mas há dúvidas?




Sleigh Bells. Esta é do ano passado mas ouvia-a comó caraças em 2014. Para quem tem ódios de estimação.




Panama. Esta banda australiana foi das que mais gostei em 2013 e que continuo a ouvir por 2014 adentro. Por isso é que eles aqui estão.




Alicia Keys. Esta miúda fez a música do Natal. Ponto. Paz e amor. Mais nada a dizer.




Nota. Não há música punk apesar de ser um dos meus estilos preferidos. A razão é simples. Ninguém faz punk hoje em dia como faziam os Clash, os Ramones, os Sex Pistols, os Black Flag, os New York Dolls, os Misfits e por aí fora. Em 2014 então, fez-se nada.