19/12/2014

BEST & WORST OF 2014 {POSTS}



Já sabem, né. É a lista do melhor de 2014, agora em relação aos posts que mais gostei deste ano. São 5 portugueses e 5 estrangeiros. Tinha muito mais, mas como na vida, tem que se fazer escolhas. Estas são as minhas:


Factos de Treino. Sobre a Jessica Athayde ser "gorda" muito se escreveu. Mas para mim ninguém escreveu melhor sobre o assunto do que o Factos de Treino. Uma análise simples mas au point. Curta e grossa. Grossa como a Jessica Athayde. Ver post aqui.


Pedagogia do Terror. Nunca vi um post de culinária tão bom como este. Instruções passo a passo. E tudo porque não tinha pão para o lanche dos filhos. Ver post aqui.


O Bom Sacana. Um dos melhores posts que li esta ano veio do Pulha Garcia. Talvez porque me identifiquei como sendo metade de um casal de sucesso improvável. Ninguém acreditava que a minha relação passasse das duas semanas. Ela era a menina bonita que não servia para casar. Eu era o idiota que estava a dar um tiro no pé. Toda a gente assistia ao espectáculo da plateia. Muitos apupavam. Poucos aplaudiam. But enough about me. Diz ele "Quem não é capaz de viver sem relevar todas as opiniões de terceiros não tem qualquer probabilidade de ser pessoa adulta feliz (...) Tão simples e tão falível". Como ele, também sou dos que torço pela Clarice e o Hannibal. Ver post aqui.


If a Poet Is Anybody. Duas amigas. Melhores amigas. Unha e carne. Uma morre. Outra vive. 15 anos depois uma carta. Tão simples e tão boa de tão simples que é. E uma frase que nunca mais esqueci: "Há uma parte de mim que ficará para sempre lá para ficar sempre contigo". Este post é de 2013. Mas gosto tanto que o meti aqui. Ver post aqui.


Menino De Sua Mãe. Pode não ser a lista definitiva para o sucesso de um homem numa relação. Mas porra que anda lá perto, lá isso anda. Um bom post sobre o que dar a uma mulher. Ver post aqui. [Este é mais ou menos um 2 em 1, portanto se a dúvida é para que é que uma mulher quer um homem, as várias hipóteses num post mais antigo mas igualmente bom aqui. Vou já avisando que a linguagem não é para meninos nem para meninas]


Baby Sideburns. Deixem-me só explicar uma coisa. Esta gaja é a maior. 'Tá explicado. Ver post aqui.


Humans Of New York. Este blog/site é dos meus preferidos de sempre. Estou lá sempre batido. E este foi um dos meus posts preferidos do ano. Epá não sei. Foi. Ver post aqui.


Kimbah Anne. Sigo a Kimbah há algum tempo. É uma mãe de 2. O filho foi diagnosticado com autismo. E este post é nada mais nada menos do que o desabafo de uma mãe às vezes perdida e às escuras. Às escuras porque viu a luz apagar no filho e a única coisa que ela quer é acendê-la. Adoro esta mãe pela força e pela vulnerabilidade que ela emana. Este post foi dos que mais me tocou este ano. Ver post aqui.


The Bloggess. É assim, este post leva algum tempo a ler. Primeiro porque é preciso saber inglês e perceber expressões idiomáticas. Depois porque é preciso parar de vez em quando para limpar as lágrimas de rir. Eu sinceramente leio estes posts e penso "f#$a-se, há gente com vidas interessantes comó caraças". Foi dos que mais me fizeram rir este ano. Já agora, o blog desta menina é brilhante. Ver o post aqui.


Korduroy. Este post foi escrito pelo Tim Baker mas publicado no blog Korduroy, um blog que sigo há algum tempo e que já aqui falei nele. O post é de um pai que está a ensinar os filhos a surfarem. E o dilema sobre o "empurrar" os filhos para as ondas. Um dilema com o qual eu próprio me debato e por isso gostei tanto deste post. Ver post aqui.


Experimentem estes posts que não dói nada.


5 comentários:

  1. Ui que hoje ninguém vai aturar o ego do Factos no jantar de Natal...

    ResponderEliminar
  2. Muito bons!
    Obrigado pela partilha.

    ResponderEliminar
  3. Sobre a polémica da Jessica Athaide... acabei de ver este ( http://jessyjames.pt/?p=3385 ) vídeo no blogue dela.

    Chamaram esta rapariga de gorda, ela de gorda não tem nada... e neste Post, corajosa, confessa que já teve um disturbio alimentar...

    ResponderEliminar
  4. Eu. No meio desta malta... cum caraças.
    Não tens mesmo nada na cabeça.

    ResponderEliminar